Resoluções de ano novo: aprenda como administrar o tempo para buscar suas metas em 2020

Estamos na reta final do ano mas, antes de abrir a primeira champagne, que tal começar 2020 com os pés no chão, e com uma agenda nova — e muito mais organizada? Há muitas ferramentas que podem ajudar na elaboração de resoluções do Ano Novo factíveis e fundamentais de serem colocadas em prática. No Flow, a equipe da SPUTNiK apresenta várias que podem conversar com o momento em que você se encontra. Afinal, em contextos velozes de informação acumulada e de novidades tecnológicas, é preciso deixar o tempo no nosso lado da força. 

A seguir, temos alguns hacks que vão ajudar você a ter os ponteiros sempre na hora certa, ensinando como administrar o tempo durante todo o ano de 2020. 

Como administrar o tempo: uma obsessão que não é só sua

Todo ano, você faz tudo igual. Desenha planos, se empolga com a agenda que ganhou no amigo secreto e desenha um planejamento para o semestre inteiro, com a promessa de, no meio do ano, fazer um check-list das coisas cumpridas para, finalmente, dobrar a meta. No entanto, chega maio e você já está de mãos atadas: nada foi cumprido. Não houve, sequer o primeiro passo. E, entre tantos motivos, você se dá conta de que foi ou muito otimista ou perdeu a mão de fato em relação ao tempo.

Mas temos uma boa notícia: saber como administrar o relógio e o calendário é uma preocupação tão antiga quanto a história da Humanidade. Poucos conseguem estabelecer uma relação natural com ela sem, antes, passar por diversos perrengues. Entre as exceções, é muito famoso o caso do político e cientista americano Benjamin Franklin, famoso pelo seu papel na Independência dos Estados e nos avanços da descoberta da eletricidade, era conhecido, lá nos primórdios da Revolução Industrial, por seu sistema de gestão de tempo, que podemos identificar como de autoaprimoramento: uma tese em que afirmava que, uma vez que uma pessoa descobria o propósito ou a prioridade da sua vida, poderia configurar todo o seu tempo para que pudesse está apta a correr atrás das atividades relacionadas ao que mais lhe importava. 

A partir do conceito de Franklin, ao longo dos séculos, psicólogos e estudiosos do gerenciamento do tempo desenvolveram diversos conceitos e orientações sobre o tema.  E tiraram, a partir dos conselhos do americano, três passos importantes que não envelheceram apesar das mudanças da sociedade: 

1 . Começar com um compromisso bem estabelecido a um comportamento 

2. Trabalhar com uma tarefa ou praticar um hábito por vez

3. Deixar, ao seu alcance, diagramas, fluxogramas, notas e outros lembretes visuais sobre o que importa.  

Hoje, temos metodologias ágeis, softwares de gestão de tempo e outros recursos que podem ajudar a gerenciar o tempo. Ao mesmo tempo, o tempo e as demandas do mercado de trabalho são muito mais complexas do que a época de Franklin. Mas os passos acima, além de atemporais, são fundamentais para uma relação saudável com a gestão do tempo. Afinal de conta, já estamos inseridos em uma sociedade que nos pressiona de todas as formas, todos os dias. Então, antes de lotar o planner com mais metas que, provavelmente, você não vai alcançar, pare, respire e reflita o quanto você quer as metas que planeja trabalhar no seu dia a dia em 2020. A partir daí, reafirmado os seus propósitos, você tem a nossa carta branca para seguir as dicas que temos a seguir. 

Hacks para administrar o tempo antes mesmo de pular as sete ondas

Muitas vezes, pecamos em excesso e, agora, temos um spoiler: para você começar 2020 com tudo, é preciso, antes mesmo de virar o ano, abandonar manias e sentimentos que não tiram ninguém do lugar. Por isso, adotamos uma estratégia inusitada para contar nossas dicas sobre como administrar o tempo de uma forma bem-sucedida. Separamos várias atitudes que você deve abandonar — para abraçar outras, sem medo de encontrar o final do seu arco-íris.

  1. Não subestime o poder do analógico

A ciência já comprovou: escrever ajuda a reafirmar compromissos. Um estudo da Universidade de Toronto acompanhou cerca de 700 alunos que, após dois anos sendo motivados a anotar em papéis as metas que queriam alcançar, conseguiram êxitos em boa parte delas. Logo, compre uma agenda, ou um planner. E não tenha medo de rabiscar quantas vezes for necessário. Isso só vai acionar o cérebro a ser mais disciplinado com as metas que deseja alcançar — e que, uma vez no papel, vão ser compromissos imbatíveis a qualquer tentativa de procrastinação. 

  1. Mas também não tema em aderir ao tecnológico transformação digital está aí para isso

Já adiantamos lá atrás mas, hoje, a inserção da tecnologia no nosso dia a dia pode otimizar vários processos que vão muito além do escritório e um deles está relacionado ao gerenciamento do tempo. Abrace as metodologias ágeis, e procure aplicativos que tragam a agenda para o seu celular. A tecnologia, inclusive, pode ajudar a combater alguns males colaterais à dificuldade administrar o tempo, como a procrastinação. 

  1. Não tenha medo de relaxar quando for necessário 

Não cansamos de bater na tecla: a saúde mental é um dos principais cuidados que merecem atenção no nosso século. E muitos dos problemas que, muitas vezes, adquirimos com a dificuldade de gerenciamento de tempo, estão relacionadas com a ausência de momentos de respiro. Leia um livro, faça atividades físicas, procure atividades em que possa exercer a criatividade. Não deixe de incluir no planner aquele domingo à toa ou aquela viagem que há meses vocês está adiando, mas que bem poderia ajudar a esvaziar a mente e, consequentemente, renovar o ânimo para bater as metas. 

  1. Não tenha medo de delegar tarefas

Tem dificuldades para terceirizar atividades? Pratique a arte do desapego: nem tudo podemos resolver. Trabalhar em equipe é uma das capacidades mais esperadas pelo mercado, use isso ao seu favor ao saber com quem contar para realizar aquela atividade que, infelizmente, vai ficar fora da sua agenda. Delegar é um momento muito bom para reconhecer nossas vulnerabilidades e limitações e, ao mesmo tempo, fortalecer a confiança e, por tabela, o relacionamento, com colegas que ainda vão nos acompanhar em muitos momentos — e, um dia, também vão precisar delegar tarefas em troca. 

  1. Não se renda à procrastinação 

A procrastinação anda lado a lado com a incapacidade em gerenciar o tempo. Há muitas forma dela se manifestar na nossa rotina e, o segredo, aqui, é identificá-la o quanto antes para cortar o mal pela raiz. Já contamos seus tipos e já passamos nossas dicas. Consulte aqui e já comece o ano com todas as ferramentas possíveis de prevenção. 

  1. E não se perca no FOMO

Fear of Missing Out é uma expressão muito famosa para a mania recorrente de acompanhar tudo o que acontece nas nossas redes sociais. Mas já sabemos, excesso de informação só atrapalha. Por isso, adote uma atitude de desapego com o que acontece no seu Instagram ou Facebook. Busque por aplicativos que possam ajudar na jornada — há alguns que, inclusive, bloqueiam as redes sociais se excedermos um tempo considerado aceitável. Entre no hype do Jomo — Join of Missing Out — que, garantimos, é muito mais saudável à administração do seu tempo. 

  1. Não faça tudo de uma só vez 

Estabeleça uma meta de cada vez. Quer, no mesmo ano, fazer um intercâmbio, aprender um novo idioma e mudar de emprego? Estabeleça meses, trimestres, o tempo que for exigido para cada uma das datas, e tranque cada período para cada uma delas. Abraçar o mundo só causa ansiedade e desorganização. No fundo, saber como administrar o tempo é saber como adotar uma rotina mais leve mas, ao mesmo tempo, com aquela adrenalina positiva e gostosa de que as coisas estão acontecendo — só que cada qual no seu devido espaço.

Saber como administrar o tempo pode ser, de fato, uma arte, mas está ao alcance de todos. Vá além da disciplina: apaixone-se por seus objetivos. Encare-os como sonhos e aprecie a maratona para alcançá-los. Saiba correr com o ritmo certo, entre trotes, passadas curtas e largas que, harmoniosamente, são capazes de nos levar no topo do pódio.

Deixe uma resposta